Notícias Sindigraf RS

11/05/2018

Projeto Gráfica do Futuro apresenta tendências para o setor

Compartilhe pela rede:

Sindigraf-RS Sindigraf-RS

Com o intuito de auxiliar os empresários gráficos na busca de oportunidades frente às transformações que o mundo está passando, o Sindigraf-RS lançou, na noite desta quinta-feira (10/05), o projeto Gráfica do Futuro. A iniciativa, realizada em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS) da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), apresentou tendências e sugestões para vencer os desafios do setor nos próximos cinco anos.

Diante de um auditório lotado na sede do sindicato, em Porto Alegre, o consultor Cristiano Franco abriu a programação com a palestra Um olhar sobre o futuro. Instigando os 63 presentes, de 33 empresas gaúchas, a pensar sobre as mudanças que estão ocorrendo, o especialista em Gestão Estratégica e Inovação apresentou pesquisas, cases e outros dados referentes a megatendências. Em termos de inovações físicas, ele destacou a criação de veículos com direção autônoma, o avanço da impressão 3D, ações de robótica avançada e novos materiais. Outras novidades, conforme o profissional, abrangem as áreas digital, como a Internet das Coisas (uma revolução tecnológica que busca conectar itens usados no dia a dia à internet), e biológica, por meio de avanços na Biologia Sintética e de novas descobertas sobre o DNA.

Na sequência, o analista técnico do IEL-RS Thomas Job Antunes apresentou os resultados de um estudo realizado com empresas do Estado para traçar o futuro da indústria gráfica. “As visitas mostraram que a maioria dos empreendedores costuma apagar incêndio e tem pouco tempo para pensar e se dedicar ao amanhã”, alerta. As perspectivas levantadas pela Cosmos – Curadoria de inovações e tendências envolvem temas como a Quarta Revolução Industrial, tecnologias emergentes, o crescimento de negócios digitais, a servitização (transição de fabricante de bens para fornecedor de soluções produto-serviço) e a convergência físico-digital. Fechando as atividades, as entidades divulgaram a realização de uma série de workshops chamada Toolbox, que busca potencializar o desenvolvimento de soluções inovadoras frente aos desafios do setor.

Para o empresário Leandro Maciel, da Angraf de Esteio, o evento ajudou a confirmar que a gráfica está no caminho certo. “Praticamos algumas das coisas apresentadas, como o e-commerce. Pretendo aprimorar ou desenvolver outras”, afirma. Já Miguel Holz, proprietário da Ideograf, de Porto Alegre, pretende usar os novos conhecimentos para definir possíveis mudanças nos rumos do negócio. “As informações foram muito interessantes para abrir os meus olhos sobre o que está acontecendo no mercado.”